Serviço de Limpeza de Fossa

Serviço de limpeza de fossa: o que considerar antes de contratar

A limpeza de fossa é um serviço delicado e que deve ser realizado de acordo com todas as boas normas e legislações vigentes para cada estado, município e no âmbito federal.

As fossas sépticas são instalações bem comuns em residências afastadas dos centros urbanos ou então na comunidade rural. Estas fossas são necessárias para garantir que o esgoto de um local seja tratado. Isso garante uma melhor qualidade de vida para todos que moram no local, além de proteger o meio ambiente.

As fossas precisam de uma manutenção recorrente e que atenda todas as especificações do fabricante. Geralmente, estas fossas possuem um tempo correto de limpeza, seja por período ou por quantidade de uso.

Estas informações são passadas para o morador e usuários da fossa após a instalação. As limpezas de fossas também devem ser feitas por empresas especializadas e certificadas, evitando assim a contaminação de pessoas e do meio ambiente.

O mais importante é não contratar empresas apenas procurando pela mais barata. O ideal é analisar uma série de fatores para decidir pela empresa de limpeza de fossa ideal para atuar na estrutura da sua residência e garantir a sua saúde.

Lembrando que a limpeza de fossa é uma manutenção obrigatória para manter este importante item funcionando.

Com o tempo, a fossa acaba acumulando muitos resíduos e dejetos, quando não são limpos eles podem acabar entupindo a fosse e até transbordando pela tampa.

O acúmulo, entupimento e transbordo causam mau cheiro, riscos a saúde e contaminação do solo e recursos naturais próximos à fossa.

A limpeza de fossa é muito mais do que um procedimento importante e conveniente, ela é essencial para garantir que a fossa funcione sempre e que a saúde de todos esteja protegida

O que considerar antes de contratar o serviço de limpeza de fossa

Chegamos ao ponto principal deste artigo. É necessário contratar o serviço de limpa fossa, mas o que devemos analisar antes de escolher por uma empresa?

Por ser um trabalho altamente delicado e sério, é preciso pensar muito na hora de decidir quem vai fazer o serviço de limpeza de fora. Confira os principais fatores a serem analisados.

Preço

Vamos começar pelo preço. Na maioria das vezes as pessoas preferem optar pela empresa mais barata. Porém, muitas vezes o barato pode sair caro. Lembre-se sempre disso. Você está confiando a sua saúde e a saúde do meio ambiente a alguém. Este alguém precisa ter muito mais qualificação do que apenas ser baratinho.

Certificações e a legislação

A legislação para as empresas de limpeza de fossa é dura. Existem várias regras e normas que devem ser seguidas para garantir que a empresa não está prejudicando o meio ambiente, sua fauna e sua flora.

A principal maneira de ter certeza de que a empresa segue todas as normas corretas. No estado e São Paulo, as principais certificações são da SABESP, CETESB, IBAMA e o Alvará de Funcionamento emitido pela prefeitura da cidade de atuação da empresa.

Confie apenas nas empresas que apresentam estas certificações e podem garantir que estão funcionando de acordo com as leis.

Tempo de mercado

É necessário que uma empresa tenha bastante tempo de mercado, garantindo bastante experiência no ramo. Além de dar mais experiência, uma empresa que está a bastante tempo atuando é a prova de que os clientes estão satisfeitos com ela e com o serviço prestado.

Se uma empresa não agrada seus clientes e não faz um bom trabalho, dificilmente ela se mantém por vários anos no mercado.

Confira a reputação da empresa

É sempre bom contar com a opinião dos outros, principalmente na hora de procurar um serviço. Ao procurar por uma empresa de limpeza de fossa, veja comentários de antigos clientes e análise qual é a reputação da empresa.

Equipe treinada e equipamentos de qualidade

Também é preciso confiar em empresas que tenham uma equipe treinada e equipamentos de tecnologia.

Não adianta nada a empresa possuir vários profissionais e não ter os melhores equipamentos para lidar com os diversos procedimentos que envolvem a limpeza de uma fossa. Assim como não adianta uma empresa ter equipamentos de ponta e ninguém que saiba operá-los.

Conte sempre com alguém que pode oferecer estas duas soluções ao mesmo tempo. Possuir frota própria também é um grande diferencial destas empresas.

Formas de pagamento

Atualmente, aceitar cartão de débito e crédito é o mínimo que uma empresa deve oferecer. Isso facilita bastante a vida e a segurança do cliente.

A Esgotecnica possui todos estes diferenciais, garantindo que o serviço de limpeza de fossa seja feito com toda a atenção e dedicação necessário. Garantindo a segurança do meio ambiente, da sua saúde e da estrutura da sua fossa.

Entre em contato e conheça mais sobre nossos serviços, profissionais e facilidades de pagamento! Temos a certeza de que encontrará exatamente o que procura.

Não passe raiva, chame a Esgotecnica!

limpeza-de-fossa-caixa-de-gordura

Limpeza de fossa e caixa de gordura: quando fazer

A caixa de gordura e a fossa são dois itens necessários e obrigatórios em qualquer residência. Estes dois itens são de extrema importância para garantir a saúde de todos os moradores da residência, além, é claro, de ser importante para preservar o meio ambiente e a fauna do local onde vivemos.

Para que estas estruturas funcionem de forma correta é preciso que seja feito a manutenção necessária e preventiva. A principal manutenção preventiva para a fossa e a caixa de gordura é a limpeza correta.

Quando realizar a limpeza da caixa de gordura

Muita gente deixa para limpar a caixa de gordura apenas quando ela já está entupida. Esta é uma atitude perigosa e que deve ser sempre evitada, afinal, quando a caixa chega a entupir, é possível que haja danos em sua estrutura.

Alguns sinais da caixa de gordura entupida são:

  • Escoamento lento da pia;
  • Ralo da pia borbulhando durante o escoamento;
  • Mau cheiro proveniente do ralo da pia;
  • Água transbordando pela tampa da caixa de gordura.

Estes são sinais claros de que a caixa de gordura precisa de uma limpeza. Geralmente o desentupimento é resolvido assim que a caixa é limpada de maneira correta, nada do que se preocupar muito. Mas ainda assim, é altamente recomendável não deixar isso acontecer.

A periodicidade da limpeza da caixa de gordura pode variar de acordo com o a intensidade de uso e do tipo de descarte que é feito pela pia. Locais onde o uso de gordura e óleo é constante, exigiram uma limpeza mais constante.

É preciso sempre verificar como está a situação da caixa e limpar de acordo com a necessidade. Verificar se a caixa está suja hoje em dia é bem fácil, basta levantar a tampa e analisar o conteúdo.

As caixas modernas são desenhadas para facilitar este tipo de operação e garantir um tempo e vida útil maior.

De forma geral, é possível estimar que a limpeza da caixa de gordura precise ser feita com a seguinte periodicidade:

  • De 6 em 6 meses para as caixas localizadas em residências comuns;
  • De 3 em 3 meses para caixas de gordura de apartamentos;
  • De 1 em 1 mês em bares e restaurantes de pequeno porte ou pousadas e albergues;
  • No caso de grandes restaurantes, ou restaurantes com comida tipicamente gordurosa (cadeias de fast food) é necessário que a limpeza seja realizada de uma em uma semana, dependendo da robustez do sistema de coleta de gordura.

Claro que está não é uma regra estrita, mas ainda assim serve para nortear quem quer garantir que suas caixas de gordura funcionem de forma adequada.

Quando limpar a fossa séptica

A fossa séptica é tão sensível e importante quanto a caixa de gordura. Porém, a fossa lida com um tipo de dejeto bem mais perigoso que a caixa de gordura, portanto a atenção na limpeza deve ser redobrada.

A fossa séptica é responsável por tratar todo o esgoto que sai de uma residência. Ela é geralmente usada em casas afastadas da zona urbana, ou então em zona rural.  Para quem depende do bom funcionamento da fossa, não garantir que ela funcione corretamente pode ser um erro gravíssimo, podendo até mesmo causar danos à saúde dos moradores.

Ao contrário da caixa de gordura, a limpeza da fossa é mais complexa e não pode ser feita de qualquer maneira. Além do risco de contaminação dos residentes, da própria fossa e do meio ambiente, a maioria dos estados possui leis que devem ser seguidas à risca para evitar uma multa pesada.

Portanto, a limpeza de uma fossa deve ser sempre realizada com a ajuda de um profissional de limpa fossa. Para saber a necessidade e periodicidade de limpeza, assim como realizar o serviço, conte sempre com uma empresa especializada.

Por ser uma estrutura sensível e que qualquer erro pode prejudicar o seu funcionamento correto, a fossa precisa ser sempre limpa com todo o cuidado e com as melhores técnicas disponíveis no mercado.

Também é importante que a empresa contratada seja de confiança e tenha todos os certificados exigidos pelos órgãos fiscalizadores deste tipo de atividade (Sabesp, Cetesb, etc).

Realizar a limpeza da fossa com uma empresa que respeita todas as leis e práticas do segmento é apostar em uma empresa que está preocupada em garantir a sua segurança e de todos os seus familiares.

Quer saber mais sobre a limpeza da sua caixa de gordura ou fossa séptica? Entre em contato com a Esgotecnica e conheça nosso serviço de Limpa Fossa, garantimos o melhor resultado final.

A nossa empresa conta com todos os certificados necessários para atuar nesta área, além de sempre descartar os dejetos em local legalizado, nunca agredindo a natureza.

A Esgotecnica se preocupa com todos os seus clientes, por isso trabalhamos arduamente para garantir a satisfação total de todos.

Não passe raiva, conheça a Esgotecnica.

limpa-fossa

Limpa Fossa: Preço

A limpeza de fossa é um serviço que deve ser sempre realizado por uma empresa responsável e de confiança. Isto não é apenas propaganda, é uma forma de garantir que a fossa será limpa de maneira correta, que você terá a garantia adequada e que os dejetos não serão jogados em qualquer lugar.

É sempre bom lembrar o tamanho da responsabilidade que uma empresa responsável por limpar fossas tem. Os dejetos humanos coletados por este sistema de esgoto podem causar graves danos para o meio ambiente.

Todos estes dejetos afetam drasticamente o comportamento do meio ambiente, tanto na fauna como na flora. Em casos de vazamento dessa sujeira no meio ambiente, a natureza pode sofrer graves consequências.

Para evitar que esses problemas aconteçam, as empresas de limpa-fossa são fiscalizadas constantemente e precisam ter todas as licenças necessárias para realizar o trabalho.

Uma empresa que seja “baratinha” pode não atender a todas essas normas e requisitos e acabar prejudicando o meio ambiente.

Outro problema que pode ser causado ao contratar uma empresa mais em conta ou chamar aquele amigo faz tudo, é que um serviço mal prestado pode causar danos a integridade estrutural da fossa. Evitar esses incidentes é importante, pois um defeito na fossa pode representar grande prejuízo financeiro e ambiental.

É importante lembrar que fossas são delicadas e de extrema importância para saúde de todos os moradores da residência, por isso não podemos “brincar” com esse tipo de coisa.

Portanto, ao considerar o preço de um serviço de limpa fossa, lembre-se de que você está pagando muito mais do que o simples serviço, também está pagando para ter um serviço de qualidade e com muita segurança.

Como é feito o serviço de Limpa Fossa

A fossa séptica é uma parte essencial do sistema de esgoto de muitas residências. Principalmente em residências que não tem rede de tratamento de esgoto (muito comum em zonas rurais e bairros afastados).

A fossa funciona basicamente como um depósito primário de material sólido que impede a passagem de resíduos orgânicos, além de facilitar o tratamento da água.

Dentro da fossa os resíduos coletados passam por um processo com bactérias anaeróbicas. Essas bactérias são responsáveis por diminuir o material sólido, assim como os gases. Através desse processo também é feita a estabilização de alguns compostos perigosos nos dejetos humanos.

Depois que esse tratamento é realizado, é preciso que esses dejetos sejam coletados e jogados fora.

Para esse processo é necessário que uma empresa especializada em limpeza de fossa seja acionada. A retirada do material é feita através da sucção do caminhão. Os dejetos então são descartados em locais regulamentados.

Já a limpeza geral da fossa é realizada através de um tratamento chamado “hidrojateamento”, que é realizado por um caminhão equipado com bomba de alta pressão ou vazão. Com ele, é possível remover até as sujeiras mais impregnadas sem causar danos nas paredes e pisos do local.

É importante lembrar de sempre realizar a limpeza periódica da fossa para evitar problemas de funcionamento ou então o aparecimento de bactérias e outros patogênicos que podem pôr em risco a saúde de todos que vivem próximo a ela.

Como é cobrado o serviço de Limpa Fossa

Para determinar o preço de um serviço de limpa fossa alguns fatores devem ser considerados.

O serviço pode variar de empresa para empresa, dependendo do local onde será feito o serviço. Geralmente o serviço é calculado pelo tamanho da fossa e quantas viagens o caminhão de transporte deverá fazer para completar a limpeza.

Se a fossa for doméstica o caminhão geralmente faz apenas uma viagem, portanto o valor cobrado é o mínimo da empresa. Na maioria das vezes, dentro do valor cobrado está incluído também a limpeza da fossa, da caixa de gordura e das caixas de inspeção e do sumidouro.

Contrate sempre uma empresa séria para realizar este importante trabalho.

A Limpa Fossa é uma empresa completamente comprometida com a qualidade dos serviços oferecidos aos seus clientes. Também respeitamos a natureza e todas as leis que regem esse tipo de serviço.

Nós temos todas as licenças ambientais exigidas pelos órgãos responsáveis: Sabesp, Cetesp e Ibama. Nós também contamos com o devido alvará da PMSP.

Além do respeito por nossos clientes temos profissionais treinados e equipamentos de alta tecnologia para realizar a limpeza da fossa e o transporte do material.

Com respeito a você consumidor, oferecemos o melhor serviço de toda a região!

Entre em contato com a gente e conheça nossos serviços. Faça um orçamento sem compromisso!

limpeza-fossa-septica-legislacao

Empresas de limpeza de fossa séptica: o que diz a legislação

Os efluentes oriundos da limpeza de fossa séptica são extremamente prejudiciais ao meio ambiente, as pessoas e a sociedade;

Apesar do nome parecer simples os “efluentes domésticos” são tão perigosos para a sociedade e para a natureza quanto os efluentes industriais.

Eles são químicos perigosos como qualquer outro descarte e devem ser feitos de forma adequada para evitar qualquer tipo de risco a saúde.

As fossas sépticas devem ser construídas com base na norma NBR 8160 que diz:

“Esta Norma estabelece as exigências e recomendações relativas ao projeto, execução, ensaio e manutenção dos sistemas prediais, de esgoto sanitário, para atenderem às exigências mínimas quanto á higiene, segurança e conforto dos usuários, tendo em vista a qualidade destes sistemas. ”

Porém, além da norma ser rígida e clara para a construção e utilização dessas fossas, existem outras que determina a limpeza e manutenção delas.

As limpezas e manutenções realizadas pelas empresas de limpeza de fossa séptica são regradas pelas normas NBR 7229 e NBR 13969.

Que determinam a maneira correta de ser realizado a limpeza e principalmente o descarte desses produtos.

Essas normas são criadas para diminuir o máximo possível o impacto que o descarte de efluentes tem sobre o meio ambiente.

Empresas de limpeza de fossas sépticas: Como elas devem agir?

A limpeza de fossas sépticas deve seguir diretrizes importantes e elas são:

  • Impedir perigo de poluição de mananciais destinados ao abastecimento domiciliário;
  • Impedir alteração das condições de vida aquática nas águas receptaras;
  • Não prejudicar as condições de balneabilidade de praias e outros locais de recreio e esporte; e
  • Impedir perigo de poluição de águas subterrâneas, de águas localizadas (lagos ou lagoas), de cursos d’água que atravessem núcleos de população, ou de águas utilizadas na dessedentação de rebanhos e na horticultura, além dos limites permissíveis, a critério do órgão local responsável pela Saúde Pública.

Ou seja, a limpeza e descarte de efluentes nunca deve ser feito de qualquer maneira e sem precauções.

Também existem regras sobre os EPI (Equipamento de Proteção Individual), sobre o método de transporte e sobre o treinamento do funcionário.

Tudo isso para proteger você, o meio ambiente, os funcionários e a empresa.

Como é a limpeza, transporte e descarte de efluentes domésticos pelas empresas de limpeza de fossa séptica

Todas as empresas de esgotamento de fossa séptica que realizam serviços na rede de esgoto, incluindo a fossa séptica e a caixa de gordura, devem seguir as normas sobre o uso de equipamentos de proteção.

Já a limpeza propriamente dita é geralmente feita por caminhões especializados para o serviço.

Esses caminhões de sucção possuem toda a tecnologia necessária para “sugar” toda a sujeira de dentro da fossa e transportá-la sem deixar nada vazar e sem prejudicar a estrutura da fossa.

O caminhão possui uma bomba de autovácuo que não deixa nenhum resíduo e faz a limpeza se a necessidade de contato com os efluentes. Protegendo assim os funcionários da empresa e evitando possíveis acidentes.

Depois os resíduos devem ser transportados para receber um tratamento adequado antes de ser descartado.

O tratamento é o off-site, ou seja, realizado em uma ETE – Estação de Tratamento de Efluentes.

Entre todos os métodos de tratamento (que incluem até mesmo incineração) O mais recomendado é o “biológico aeróbio”, cujo principal componente são lagoas de aeração com difusores de membrana, que garantem o tratamento completo dos efluentes.

Após esse tratamento os efluentes podem ser devolvidos para a natureza em locais de descarte.

Esses locais tão bem fiscalizados constantemente e possui suas legislações próprias. Novamente, tudo para proteger a sociedade e o meio ambiente.

Procure sempre uma empresa de limpeza de fossa séptica de confiança e autorizada a realizar o trabalho

Seguir essas normas e andar de forma correta com a legislação não é nada fácil.

É necessário um acompanhamento das mudanças das leis, atualização constante dos funcionários e de equipamento.

São procedimentos complexos e algumas vezes até caros.

Por isso se deve confiar apenas em empresas que já possuem tempo de experiência e todas as certificações necessárias.

Empresas que oferecem preço muito baixo podem até estar por aí, mas muitas vezes acabamos pagando um preço muito mais caro por confiar em empresas que não comprem a lei como deveria.

Para ter a certeza de que a limpeza da sua fossa vai ser realizada da melhor maneira possível conte com a Esgotecnica.

Possuímos funcionários altamente treinados nas mais seguras técnicas para limpeza de fossas sépticas.

Também contamos com uma frota de caminhões de sucção ideais para qualquer tipo de limpeza, sem danificar a fossa e sem prejudicar o meio ambiente.

Não passe raiva, confie na Esgotecnica!

limpa-fossa

Descarte correto de efluentes: como e onde fazer?

O descarte de efluentes é coisa seríssima. Por isso ele não pode ser feito de qualquer maneira e principalmente, não pode ser feito por qualquer um.

Vamos pensar na função de uma fossa séptica.

A fossa serve para armazenar todo o dejeto produzido pelos moradores de uma residência. Essa matéria passa por um processo químico de solidificação.

Tudo isso é feito para que esses dejetos não sejam jogados de forma irregular no meio ambiente.

Então do que adianta ter uma fossa séptica e contratar uma empresa de limpeza que irá jogar tudo em qualquer lugar?

Os riscos do descarte ilegal desses dejetos são extremos. Não só para a saúde dos indivíduos mas para o meio ambiente como um todo.

Mesmo que “a empresa jogue tudo bem longe” ainda irá te afetar.

Os riscos desse descarte ilegal é imenso e inclui problemas como:

  • Contaminação de rios, lagos e do solo;
  • Dano a flora e fauna próximo do local de descarte;
  • Destruição da vida aquática e ribeira;
  • Contaminação da água e possíveis fontes de água potável;
  • Contaminação de lençóis freáticos;

Não é atoa que existem inúmeras leis e normas para o descarte correto de efluentes.

Como deve ser feito o descarte correto de efluentes?

O descarte deve ser feito -sempre- por uma empresa qualificada e com autorização dos órgãos responsáveis a fiscalização desses requisitos.

Todo o processo deve ser feito por profissionais treinados com equipamentos funcionais e autorizados, além de ter a ajuda de veículos específicos para essa tarefa.

Por que disso tudo?

Já imaginou uma empresa que não usa o caminhão adequado para o transporte dos efluentes andando por aí?

Não só o incomodo do cheiro que ele iria deixar por aí, mas também há o risco da contaminação até mesmo do ar.

Os caminhões de sucção também precisam ser adequados para não ocorrer nenhum rompimento de mangueira ou mal funcionamento do aspirador. Garantindo assim a segurança dos funcionários, da sua fossa e de todos os moradores/trabalhadores do local.

As empresas que realizam esse serviço devem ser credenciadas pela empresa de fiscalização de cada estado.

No caso do estado de São Paulo é a Cetesb (Companhia Ambiental do Estado de São Paulo).

Além da Cetesb a empresa também precisa receber licença de atuação do Ibama. O maior órgão de proteção do meio ambiente no Brasil.

Para onde vão os dejetos da fossa séptica?

O descarte de efluentes deve ser realizado em terrenos preparados para receber esses materiais.

Da mesma forma que as empresas, esses terrenos devem ser constantemente fiscalizados para manter a proteção constante do meio ambiente e da sociedade.

Os terrenos de descarte também recebem autorização dos órgãos competentes como o Ibama.

Essa fiscalização constante e rigorosidade das regras serve exclusivamente para proteger todos nós.

Porém, a lei também diz que todos os efluentes precisam ser tratados antes do descarte.

Esses descartes são feitos das seguintes maneiras:

Tratamento biológico

Os efluentes líquidos biodegradáveis, sanitários, chorume, líquidos oriundos de fossa séptica e caixa de gordura devem ser tratados pelo processo biológico.

Esse é o processo mais econômico e parte dele é feito já dentro da fossa séptica.

Esse processo é feito através de agentes biológicos como bactérias, protozoários e algas. Essa degradação pode ocorrer por meio do tratamento biológico aeróbio ou anaeróbio.

Após esse procedimento os dejetos podem ser jogados em corpos d’água com o mínimo de dano.

A água pode até mesmo ser usado como água de reuso futuramente.

Tratamento físico-químico

O tratamento físico-químico é complemento do processo biológico e tem como principalmente objeto remover poluentes que não podem ser removidos por processos biológicos.

É também indicado para reduzir a carga orgânica antes do tratamento biológico, e muito utilizado por indústrias têxteis, de celulose, papel e curtumes.

Coprocessamento

O coprocessamento consiste na incineração de resíduos em fornos de cimento.

O processo é feito depois de uma medida de blindagem (que envolve a mistura e homogeneização).

Após a queima muito desses resíduos são utilizados como possível combustível energético e um excelente substituto para matéria-prima cimenteira.

Esse procedimento é indicado para resíduos hospitalares, radioativos, explosivos, pesticidas e alguns efluentes domésticos.

O coprocessamento é indicado para resíduos hospitalares, radioativos, explosivos, pesticidas e domésticos diferenciados.

Incineração

A incineração queima os materiais a temperaturas altíssimas de até 1200º centigrados. O processo ajuda a reduzir consideravelmente o volume total do lixo, além de usar o calor da queima como energia.

Essa é uma boa opção para aterros com pouco espaço. Infelizmente é um processo bem caro e tem uma demanda de treinamento muito alta.

Confie em uma empresa que leva o descarte correto de efluentes a série.

Confie na Limpa Fossa Esgotecnica!

Nossa equipe é altamente treinada e possuímos os equipamentos necessários, além de ser autorizadas pela Cetesb, Sabesp e Ibama.

Seguimos todas as normas ao pé da letra para garantir um trabalho bem feito e um futuro melhor para o nosso planeta.

Serviço de Limpeza de Fossa

Limpeza de Fossa Séptica: Tudo o que você precisa saber

A Fossa Séptica é uma das composições mais importantes de muitas residências.

Elas são encontradas principalmente em zonas rurais e em locais onde não há rede de esgoto. O objetivo dessas estruturas é recolher todo o esgoto de vasos sanitários para realizar o tratamento desses dejetos.

Elas são geralmente construídas em formatos de câmaras. Elas guardam os dejetos por um certo tempo enquanto transforma o material nocivo para a saúde em um material mais estável e menos agressivo para o meio ambiente.

A fossa séptica é desenhada para proteger não só a saúde de todos os moradores da residência, mas também toda a natureza e afluentes próximos ao local da fossa.

Por ser uma ferramenta tão importante é preciso tomar muito cuidado com essas fossas.  Para isso iremos lhe ensinar:

  • Qual a frequência de limpeza da fossa séptica;
  • Como saber se a fossa está com problemas;
  • Prevenção e cuidados;
  • Sobre a regulamentação e a necessidade da ajuda profissional.

Confira o nosso guia completo com tudo o que você precisa saber sobre a fossa séptica.

Qual a frequência de limpeza da fossa séptica

As fossas sépticas possuem diferentes tempos de limpeza que são determinados pelo tamanho da fossa e pelo volume de dejeto que ela terá que comportar.

Dependendo do tamanho da fossa e do volume de água despejada nela o tempo de limpeza pode mudar drasticamente.

Mas como regra geral é recomendado que as fossas sejam esvaziadas em um período trienal, ou seja de 3 em 3 anos para evitar problemas.

Se o volume de água for muito grande é melhor realizar a limpeza uma vez por ano.

Muitas vezes as pessoas deixam para chamar o serviço de limpa fossa quando a situação já ficou bem ruim. Mas o certo é chamar no período correto para evitar problemas.

Como saber se a fossa está com problemas

Como nos encanamentos comuns, quando dá problema logo a gente percebe, afinal é sempre um grande incomodo.

Nas fossas sépticas os principais sintomas de problemas são:

  • Ralos ou o vaso sanitário apresentam um mau cheiro;
  • Ao acionar a descarga ela começa a borbulhar;
  • A tampa da caixa de gordura ou da fossa apresentam infiltrações;
  • Drenagem da água em ralos e no vaso lenta.

Ao apresentar qualquer um desses sintomas é necessário entrar em contato com uma empresa de limpa fossa séria e responsável para avaliar a situação.

Prevenções e cuidados com a fossa séptica

A limpeza de fossas não é nada fácil e é altamente recomendável que ela seja feita apenas por profissionais.

Não só para proteger a saúde do morador, mas também proteger o ambiente e evitar quebrar alguma lei. Já que algumas cidades e estados possuem leis sobre a limpeza de fossas.

Com isso em mente, é importante saber como cuidar da sua fossa e quais as ações devem ser tomadas para evitar problemas com o funcionamento dela.

As principais ações de prevenção são:

  • Limpeza realizada de forma regular e em intervalos entre 1 a 3 anos, dependendo de fatores como o tamanho do reservatório, quantidade de pessoas ou famílias que usam a fossa e o fluxo de água que ele recebe;
  • Não deixar objetos pesados em cima da tampa da fossa, ou pode haver quebra da mesma;
  • Não abrir chamas próximo a fossa. Fossas sépticas podem causar vazamento de gases e eles são altamente inflamáveis;
  • Não ligue a pia da cozinha com a fossa. Produtos de limpeza da cozinha possuem químicos que podem matar as bactérias responsáveis por fazer a fossa funcionar de forma correta;
  • Não deixe plantas de raízes fundas próximos a fossa. Essas raízes podem romper a câmara e causar um problemão;
  • Quando houver o entupimento de canos ou da própria fossa, evite usar agua quente ou soda cáustica para resolver o problema, além de ser um risco para a sua saúde também pode danificar a fossa.

Sobre a regulamentação e a necessidade da ajuda profissional

Pode parecer um pouco de exagero a necessidade de sempre ter que chamar uma empresa de limpa fossa para realizar limpezas e inspeções.

Porém a maioria dos estados possuem leis severas que regulamentam a limpeza das fossas. O rigor é necessário para que não haja despejo de produtos nocivos no meio ambiente.

A legislação tem como objetivo proteger a saúde do meio ambiente e de todos.

Para realizar a limpeza sem a ajuda de uma empresa especializada é preciso ir atrás das leis que regulamentam a limpeza do seu estado e arrumar os equipamentos e local determinado para realizar a tarefa.

Na maioria das vezes tentar fazer sozinho e dentro da lei dá muito mais trabalho e gasta mais do que contratar um bom serviço de limpa-fossa.

Mas lembrando. Contrate apenas empresas que possuem os devidos registros e que já possui experiência no mercado.

A Limpa Fossa possui toda a experiência e trabalhar de acordo com a regulamentação vigente para garantir que a sua fossa não tenha problemas e que o nosso meio ambiente seja respeitado.

Precisa de ajuda com limpeza de fossa séptica? Entre em contato com a gente.

limpeza-de-caixa-de-gordura

Limpeza de Caixa de Gordura: quando e como fazer

A caixa de gordura é um item obrigatório em toda a residência. A sua função é fazer exatamente o que o nome sugere, guardar gordura.

Esse dispositivo fica geralmente entre as pias da cozinha e o cano que vai direto para a fossa ou a rede coletora de esgoto.

Sua principal função é evitar que a gordura derivada da lavagem de pratos, talheres e outros utensílios de cozinha, entre pelo cano e acabar entupimento o encanamento principal.

Para ela exercer essa função é necessária uma rotina de manutenção e de limpeza para que ela nunca te deixe na mão.

Quando limpar a caixa de gordura

A quantidade ideal de limpeza de uma caixa de gordura é:

  • De 6 em 6 meses para caixas de gordura em residências;
  • De 3 em 3 meses para as caixas localizadas em apartamentos;
  • De 1 em 1 mês em bares e restaurantes de pequeno porte;
  • Toda a semana em caso de grandes restaurantes ou locais com muito uso de óleo ou gorduras.

Nem sempre lembramos de realizar essa manutenção, e a caixa acaba entupindo.

Esse é um problema que deve ser resolvido imediatamente, afinal ela não só representa um grande desconforto, mas também um risco para a saúde todos no local e para o meio ambiente.

Como saber se a caixa de gordura está entupida

Encanamentos quando entopem geralmente são bem fáceis de ser notado. A caixa de gordura não é diferente.

Os principais sintomas de uma caixa de gordura entupida são:

  • Mau cheiro saindo da pia;
  • Escoamento da pia lento;
  • Caixa de gordura transportando;
  • Retorno de dejetos pelo ralo da pia.

Esses são sinais bem claro de que a caixa está entupida e precisa de solução imediata.

Como limpar a caixa de gordura

Não se engue, limpar a caixa de gordura não é nada fácil nem limpo ou cheiroso. É um processo trabalhoso que necessita de muito cuidado, tanto para proteger o encanamento como para proteger quem está executando a limpeza.

O que NÃO fazer ao limpar a caixa de gordura

Como dissemos no começo do texto, o propósito da caixa de gordura é evitar que dejetos cheguem a rede principal de coleta.

Portanto não podemos ir contra esse propósito.

Ou seja, ao limpar a caixa de gordura é essencial retirar a gordura da caixa e não a empurrar para dentro do cano.

Isso quer dizer: nada de jogar soda cáustica para derreter a gordura, nada de água quente ou desengordurante.

Todos esses produtos irão apenas amolecer a gordura que irá escorrer para dentro do cano e solucionar o problema por alguns dias antes da gordura endurecer e piorar tudo.

Sem contar que o meio ambiente sofre muito se a gordura passar pelo cano.

Ou seja, nada de derreter a gordura ao limpar a caixa.

Limpando a caixa de gordura

Para limpar a caixa de gordura é necessário primeiro a proteção pessoal e algumas ferramentas básicas para realizar a tarefa. Tenha em mãos os seguintes itens:

  • Máscara de gás (O cheiro é bem desagradável);
  • Luvas de borracha longas (de preferência até os ombros);
  • Raspador e espátula;
  • Sacos de lixo;
  • Roupas velhas e calçados emborrachados. A gordura dificilmente sai da roupa ou de sapatos, use vestimentas que não possuem mais uso para você;
  • Pé de cabra caso a tampa da caixa seja de alvenaria.

Algumas caixas de gordura são desenhadas para uma limpeza simples e cômoda. Nesses casos basta seguir as instruções do fabricante para limpá-las.

Com tudo em ordem para começar, abra a tampa da caixa de gordura usando a espátula (se for uma tampa de PVC) ou um pé de cabra.

Use a mão ou uma concha para retirar toda a gordura de dentro da caixa de depositá-las dentro do saco de lixo.

É um trabalho sujo, mas tem que ser feito para que a caixa volte a funcionar novamente.

Evite deixar que a gordura entre para o cano principal.

Use a espátula para retirar a gordura presa na parede da caixa. É importante retirar o máximo de resíduo sólido o possível.

Assim que haver apenas líquido dentro da caixa a limpeza está pronta e tudo deverá voltar a funcionar como sempre.

Busque ajuda profissional

O serviço de limpeza de caixa de gordura é comum atualmente. O trabalho é feito através de sucção por equipamento especializado e pessoal treinado.

Dessa forma a limpeza é feita de forma rápida e sem nenhum incomodo para os moradores da residência.

A Limpa Fossa possui uma equipe altamente treinada e preparada para lidar com esse problema da melhor forma possível.

Encontre em contato com a nossa empresa e conheça os nosso preços e condições. Garantimos que o seu problema será resolvido de forma fácil e profissional.

Pode contar com a eficiência e com o profissionalismo de nossos profissionais!

limpa-fossa

Limpeza de fossa: Por que as empresas precisam estar de acordo com a legislação

Apesar de não parecer, a limpeza de fossa é um processo complicado e que exige uma rigorosa conduta por parte da empresa responsável pela manutenção.

O sistema de coleta de dejetos por fossa é relativamente comum.

Ele é usado principalmente em zonas rurais, bairros e cidades afastadas e por industrias longe de sistemas de tratamento de esgoto.

Sua função é substituir o sistema de esgoto tradicional sem prejudicar a natureza e os recursos naturais.

Existe uma série de normas que regulamentam como essas fossas devem ser construídas, manuseadas, mantidas e limpas. Entre essas normas está a NBR 8160:1999, focada em instalações prediais.

Por mais que pareça, limpar uma fossa não consiste em apenas enfiar um tubo dentro dela e sugar o que está lá dentro e depois jogar em qualquer lugar.

Para entender a importância da legislação na limpeza da fossa, vamos primeiro entender como funciona uma dessas fossas.

Como funciona a fossa séptica

De forma bem sucinta:

A fossa funciona em quatro etapas distintas:

  • Retenção do esgoto: A primeira etapa consiste na coleta e retenção de todo o esgoto gerado por uma residência ou empresa;
  • Decantação: Esse processo tem início junto com a primeira etapa. Nessa parte todos os dejetos guardados dentro da fossa passam a ser sedimentados formando uma substância chamada de lodo. As partes sólidas que não são sedimentados (óleos, graxas e gorduras), fica no topo do lodo formando uma espuma (chamada de escuma);
  • Digestão Anaeróbia do lodo: Tanto o lodo quanto a escuma são atacados por bactérias anaeróbias. Esse processo regula os químicos dos dejetos, retira os gases e diminui as características nocivas o esgoto.
  • Remoção dos dejetos: Depois de todo o processo realizado dentro da fossa, é necessário realizar a limpeza da fossa. Os dejetos devem ser removidos por uma empresa profissional e que siga a legislação à risca e acompanha todas as normas para a atividade.

Esse é o processo básico do tratamento que começa coma a retenção do esgoto e acaba com a limpeza de fossa.

Porque a limpeza de fossa precisa estar de acordo com a legislação

Já imaginou todo o trabalho para a construção de uma fossa e a manutenção para que ela funcione bem direitinho. Só que na hora de limpar a empresa que realiza o serviço apenas joga todo o dejeto em um rio qualquer?

Não faria nem sentido possuir a fossa, não é mesmo?

As normas de regulamentação da limpeza de fossa não têm como objetivo atrapalhar ou encarecer os serviços de empresas.

A legislação trata com muito cuidado quais são as regras impostas para o descarte dos restos derivados da limpeza de fossa.

Essa exigência toda tem como objetivo cuidar do nosso meio ambiente.

Entre as principais regras está a determinação de que nem a fossa nem a limpeza dela pode:

  • Causar a poluição de mananciais de abastecimento doméstico;
  • Alterar as condições de vida da fauna e flora aquática;
  • Prejudicar as condições de turismo, recreio, lazer ou esporte de um local;
  • Poluir águas subterrâneas, lagoas, lagos ou cursos d’água.

Fossas que não cumprem essas diretrizes são lacradas. Já as empresas que não estão dentro das normas são multadas pelo órgão responsável pela fiscalização (A CETESB, no caso de São Paulo).

Tudo isso para evitar o descarte ilegal dos dejetos das limpezas de fossas.

O descarte incorreto pode representar um grave risco para o meio ambiente, para os recursos de água e principalmente para a saúde humana.

Confie apenas nas empresas legalizadas

Sempre que for contratar um serviço de limpeza de fossa contrate uma empresa legalizada e que sigam essas normas.

A nossa natureza é frágil e precisa de cuidados. As empresas legalizadas se preocupam com isso e procuram minimizar o máximo possível os danos que causamos no meio ambiente.

Nossa empresa está compromissada com a qualidade de vida de todos os nossos clientes e do nosso meio ambiente, por isso seguimos todas as regras e normas, por respeito ao nosso planeta.

Quer conhecer nossos serviços? Entre em contato com a gente e saiba que está contratando uma empresa profissional e eficiente que respeita todos os seus consumidores.

hse-cropped

A importância da responsabilidade ambiental no descarte de efluentes

O descarte de efluentes é uma das principais preocupações atuais da nossa sociedade.

Essa é uma “batalha” que nem todo mundo percebe. Quanto mais aumenta o número populacional, mais aumenta a preocupação com o tratamento que damos aos dejetos e efluentes produzidos pelos seres humanos.

Essa preocupação é de extrema importante para o nosso desenvolvimento, não apenas social, mas também como espécie.

Já imaginou como seria nossos rios, lagos e mares se todo esgoto fosse lançado neles?

É por isso que as leis que regulamento o descarte de efluentes são cada vez mais rígidas.

Porém não só de leis e normas que as empresas se baseiam, muitas delas também possuem a importante responsabilidade ambiental.

O que é a responsabilidade ambiental?

A responsabilidade é um conceito completamente abstrato, afinal cada um se sente responsável de uma maneira diferente.

Mas de forma bem simples, pessoas e empresas podem ter atitudes responsáveis para com o nosso ambiente. Algumas dessas atitudes são:

  • Separar o lixo orgânico do reciclável;
  • Não jogar óleo de cozinha no esgoto;
  • Usar água de forma racional;
  • Buscar produtos que consomem menos energia;
  • Evitar o uso de transportes e aparelhos que liberam gases poluentes;
  • Economizar energia.

Enfim, a lista não tem fim. Todo mundo pode fazer algo com relação a responsabilidade ambiental.

Como uma empresa pratica a responsabilidade ambiental

Por parte das empresas, a responsabilidade ambiental também é bem ampla e pode estar relacionada a muitas áreas.

Empresas que querem manter o bem do nosso meio ambiente podem realizar ações como:

  • Replantio de árvores usadas como matéria prima;
  • Uso de material prima renováveis que não danifiquem o meio ambiente;
  • Diminuição da poluição de CO2 através de chaminés;
  • Não contaminação das fontes naturais através de descarte incorreto de produtos químicos;
  • Preservação da fauna local;
  • Entre outras coisas.

Mantendo essas atitudes as empresas mostram se preocupar com o meio ambiente, e consequentemente também se preocupam com os seus clientes.

Qual a importância da responsabilidade ambiental no descarte de efluentes

Tanto no nível industrial quanto no residencial nós estamos relacionados ao descarte de efluentes.

Muitas industrias precisam de maneiras de descartar os efluentes da produção, assim como muitas coisas precisam descartar dejetos das limpezas de fossas.

O nosso próprio sistema de esgoto é uma forma de descarte de efluentes.

Esse tipo de descarte é rigorosamente regulamentado por diversos órgãos. Esses regulamentos deixam bem claro onde e o que pode ser jogado os efluentes coletados.

A grande maioria desses regulamentos pede que todo dejeto seja tratado antes de voltar para a natureza.

A importância dessa responsabilidade está na qualidade de vida de todos que moram próximos dessas empresas.

Não seria nada legal saber que as empresas de limpeza de fossa jogando os dejetos não tratados no rio que você usa para tomar banho no final de semana, não é?

Por isso é importante sempre procurar por empresas que prestam serviços pensando no bem do meio ambiente, principalmente quando trabalham com descarte de efluentes.

  • Procure empresas que são legalizadas sempre;
  • Sempre busque informações sobre os licenciamentos da empresa (licença do IBAMA, Alvará de funcionamento, licenciamento do órgão fiscalizador do estado como a CETESB);
  • Procure referências e confie em empresas que já possuem experiência no mercado.

Você também faz parte da responsabilidade ambiental no descarte de efluentes. Como? Apenas optando pelos serviços legalizados e corretos.

Não confie em “quebra galho”, nem em empresas sem nenhum tipo de licenciamento.

Ajude as empresas de descarte a ajudarem o meio ambiente.

Procurando por uma empresa confiável e totalmente legalizada para o descarte de efluentes?

Nós possuímos todos os licenciamentos necessários e toda a experiência para realizar limpezas de fossas e o descarte com todo o respeito à natureza.

Entre em contato com a gente e conheça nossos procedimentos!

Transporte de efluentes

Entenda tudo sobre transporte de efluente sanitário

O saneamento básico cresceu muito nos últimos anos. Milhares de locais que não recebiam abastecimento de água e não tinham sistema de esgoto receberam esses serviços, mas muitos locais ainda não possuem sistemas adequados para as coletas de esgoto e precisam do transporte de efluente sanitário. É um serviço essencial para que o esgoto possa ser removido das casas e empresas sem riscos à população.

Porém, esse transporte de efluentes não pode ser feito de qualquer jeito. É ideal que se contrate uma empresa especializada com os equipamentos corretos para que ele não ofereça riscos às pessoas. Dezenas de doenças são transmitidas a partir do contato com o esgoto e podem prejudicar toda uma população se não houver o cuidado necessário.

As empresas que fazem coleta

O transporte de efluentes sanitários não pode ser feito por qualquer pessoa, como já explicamos anteriormente. É necessário contratar uma empresa que tenha os equipamentos necessários, como caminhões equipados para o serviço, e possuam a licença para trabalhar dos diferentes órgãos reguladores, como o IBAMA e CETESB. Quando contratamos uma empresa sem essas qualificações, estamos contribuindo para que os efluentes sejam descartados em qualquer lugar e poluam o solo, rios e o ar.

Algumas exceções de efluentes

Mesmo com as licenças anteriores, alguns efluentes não podem ser coletados sem a prévia autorização dos órgãos responsáveis. Isso acontece principalmente em empresas. Nesses casos, é necessário fazer um pedido para o órgão responsável, a CETESB em São Paulo, para que o efluente possa ser removido e levado para a devida estação de tratamento.

A coleta dos resíduos sanitários

Os resíduos sanitários são responsáveis por espalhar dezenas de doenças em todos os cantos do mundo. Por isso, é essencial que ele tenha o menor contato possível com pessoas e com a atmosfera. Para conseguir tirar os efluentes do esgoto, fossas e caixas de gordura é utilizado um sistema de alto vácuo que capta os resíduos sem expor à atmosfera.

Caminhões preparados pro transporte de efluente sanitário

Os caminhões que farão o transporte de efluentes sanitários devem estar preparado para isso. Os resíduos não podem ter contato com a atmosfera antes de receberem o tratamento adequado. Por isso, eles devem ser selados. Além disso, existem diferentes equipamentos para as variadas situações, como o compressor de anel líquido, que permite remover efluentes em locais de difícil acesso. E a capacidade também deve ser levado em conta. O caminhão deve ter capacidade para receber os efluentes. Para ter ideia, existem no mercado caminhões que recebem de 2m³ e 45m³ de efluentes.

Os cuidados no transporte

Além dos equipamentos e profissionais especializados, é preciso tomar cuidado no transporte do efluente sanitário. A mistura de diferentes efluentes, como misturar esgoto com resíduos da caixa de gordura, por exemplo, pode impactar no tratamento final, porque cada um precisa de um processo diferente. É preciso ter precaução no trasporte e agir de acordo com a legislação.